Ig Seloblogsfera

domingo, 11 de setembro de 2016

Gundam UC Unicorn RE0096





Por Senryu


Oi depois de um bom tempo estou de volta com mais um review de gundam (afinal estou em debito nisso), o assunto desta vez é Unicorn, vou mais uma vez procurar "sarna pra me coçar"(pois nisso os fã não são unanimes, uns gostam mais da novel, outros do filme e da série, e tem o pessoal que odeia todos) e nisso vou num review bem longo pois vou comparar as 3 mídias (novel, filme e série de TV).

Antes de ir pros meus pros e contras, acho que vale sempre um pouco de curiosidade, este projeto nasceu como um grande teste da capacidade da linha histórica do Universal Century (para quem não sabe é a linha da série clássica 079, de Zeta e ZZ Zeta Gundam), se ainda seria aceito mais histórias nesta linha (que de certo modo é meio congestionada, se tem tanta sides novel´s deste "período histórico", feitas principalmente nos anos 90, que se comparada a outras era da franquia chega a ser piada; chutando por uns alto eu conheço 9 novel´s na UC, enquanto a media dos outros períodos é de três), contrataram um novelista pra tentar "emular" o estilo do Tomino (que é o ponto comum de escrita das séries clássicas da franquia, pois além de dirigir ele sempre ajudou a escrever) e acabaram tendo uma novel muito bem sucedida, a qual resolveram testar em um novo tipo de produção, séries de filmes mais caprichados pra cinema/home vídeo, depois do sucesso no meio de polemicas (originalmente eram seis filmes aumentaram em mais um totalizando sete; flutuações de qualidade do filme 1 pro 3, várias mudanças de rumo na adaptação; a novel é mais drama humano é a série é o filme são mais "românticos", sem contar o prazo pra lá de estourado eram pra ser lançados em dois anos e meio e no fim acabaram saindo em 4 anos e 4 meses!), a Bandai/Sunrise resolveu alguns anos depois relança-la como série de TV (como tem virado padrão no mercado, filmes longos tem virado séries de TV, só com algumas cenas novas, talvez o passo além da Sunrise é que aproveitaram pra melhorar ainda mais a qualidade da animação).

No fim o que foi bom ?, o que foi ruim? e qual a melhor maneira de acompanhar?; isso é algo que vou tentar lhes ajudar nos meus prós e contras.

Foi bom

  • A trilha sonora é excelente; apesar de na série se focarem nas músicas da Aimer (o que não foi uma decisão ruim), tem várias canções excelentes é as mais impactantes,além do fato de manterem certas combinações de cenas!; por exemplo no episódio 9 mantiveram a sequência de encerramento com exatamente as cenas e música do filme 3 que é Merry Go Around, esta musica capta muito bem o sentimento de perda e desolação dos personagens em especial o Barnage; no episódio 18 então o Riddhe e Barnage meio perdidos no que fazer no combate se encontram em combate e toca Re: I am e se torna uma abertura, foi outro toque muito bom!!!
  • A trama é até bem adaptada, apesar de não gostar de várias decisões (sou um dos que gosta mais da novel e vou explicar isso nos contras mais a abaixo), eles de um modo geral fizeram algo que quem não leu as novels, vai acabar gostando bastante e vai captar mais fácil as várias referências a todo o período da UC, desde Mobile suits, a pessoas, fotos/aparições e momentos (não vou negar que muito disso é pra aumentar as vendas de gunpla, mas nas partes que não abusaram, até que não ficou forçado).
  • Isto é meio um Ying e Yang (um bem e mal),é a animação, ela é fabulosa, mas se nota mesmo com o monte de melhoras e mudanças em cenas que as animações são uma no começo e outra no fim; as partes que compreendem os filmes 1 ao 3 (episódios de 1 ao 9); sim foram melhoradas pra caramba, principalmente nas animações de partes móveis que foi o fraco delas, mas compare com o que compreende o filme 7 (episódios de 18 ao 22) e a diferença ainda é gritante!!!, muito se deve a melhor animação do psyco frame, nos danos nas máquinas e no uso do 3d.
  • Assistir como seriado tem uma grande vantagem tudo está encaixado direitinho, sem grandes demoras e o principal nas partes mais lentas, neste formato lhe dá um descanso melhor (isso se reflete principalmente no filme 4, na série ficou mais gostoso de se ver assim).
  • Este é um ponto forte da novel, a coragem de falar e tratar sobre momentos difíceis de forma direta, seca e sem floreios, na novel ela mostra bem o quanto a vida pode ser dura, sofrida e te espancar, mas sempre se levante pois mesmo que não acredite em Deus, sempre há o Deus chamado possibilidade que pode te levar pra luz/uma vida melhor (isso no filme e na série fica meio solto, mas na novel é o grande ponto forte).
  • Se nota que houve mais atenção a dublagem e regravaram vários trechos do Barnage e da Minerva e felizmente isso foi uma mudança para melhor (nas partes que compreendem os dois últimos filmes é assustador ver a determinação é a dor na voz do Barnage a mudança é imensa, além dos trechos novos que realmente dá pra notar que o começou como arrependimento, aqui vira crível que a Minerva começa a se importar e se apaixonar pelo Barnage, além dos trechos novos da Marida serem bem tocantes em especial pro Riddhe).
  • Deve se louvar a Bandai/Sunrise por disponibilizar em simulcast tanto no Daisuki quanto no Crunchyroll a série inteira!
  • Meio bobo, mas foi bom, salvo uma mudança ou outra pra melhor (afinal é mais sonoro em português new type do que a esquisita tradução direta neo tipo), foi bom se apegarem e mantiverem um padrão de tradução de termos, desta vez acertaram em cheio nas legendas!
Foi ruim
  • A "porno copilação" de modelos de MS a venda como gunpla em forma de encerramento "extra" nos três primeiros episódios; se fosse em um episódio, OK a gente compreendia usar isso pra preencher o tempo no ar, além de saciar/atiçar a curiosidade, mas nas outras duas ocasiões ficou na cara que foi um, este tempo vazio está mais pra propaganda eleitoral é compre estes gunplas por favor.! foi forçado ao extremo isso na série e além de bizarro..., sugestão quando chegar nesta parte pule pro próximo episódio por favor!é um grande favor que faz a si mesmo!
  • A animação nos filmes...;geralmente numa cena com Unicorn e Banshee, eles capricham bem, salvo erros corrigidos na série de TV, mas nos outros..., sinceramente dava pra pararem de explodir o mesmo Zaku ou Jesta pela décima vez só por que o mesmo tem algum customização que o diferencia um pouco dos outros...
  • A covardia pra assuntos difíceis (OK se compreende para personagem menores como o Angelo), mas quando isso é parte fundamental da trama dos personagens principais; como o encontro de mentes do Barnage e da Marida, aí a coisa fica feia! (o que se vê naquela sequência só entende perfeitamente quem viu a novel por causa do nível de "suavização", basicamente naquele momento Barnage vê toda a via de abandono da Marida desde o fim da rebelião do Glemy Toto, virando menor de rua, prostituta, abusos no bordel e um aborto que removeu o útero dela, enquanto do outro lado Marida vê os abusos feitos por Cardias pra tentar despertar o Barnage como cyber newtype, ao ponto da mãe dele não aguentar mais e fugir com o filho pra longe do marido), na parte do deserto outro ponto fundamental suavizado...na novel diante da destruição em Dakar e todo o sofrimento da piloto do Mobile Armor, Barnage compreende que não pode salvar a vida de todos e ele mesmo atira no MA, ali marca o ponto de virada do Barnage como "soldado da Minerva", no filme e na série quem atira é o Riddhe e pra marcar este ponto de virada precisam de fazer através de uma conversa com o Bright (detalhe que não convence ninguém no filme e na série é refeita e melhora bastante!); e destacando a "covardia das covardias" na conversa na enfermaria do filme 6, Marida e Barnage na novel poem de forma literal e direta tudo o que viram na mente um do outro, o que é uma conversa seca sobre o quanto a vida atira pedras e temos que resistir pra encontrar os bons momentos, acaba no filme e na série em uma conversa sobre doces e amargura e com eles tocando de forma extremamente vaga do que viram na mente um do outro, o que torna este dialogo ridículo e vago demais!
  • Algumas mudanças até se entende (como no confronto final entre Angelo e Barnage na novel, quando Barnage consegue reativar o psyco frame, ele e Angelo veem as memórias um do outro e vê que o Full Frontal salvou o Angelo de uma vida de abusos feitos por seu próprio pai e por isso que ele endeusa o Full Frontal quando nota que o Barnage viu isso e quer ser clemente com ele na novel Angelo se mata com um soco no próprio cockpit e lá dá pra entender o ato, pois foi a "humilhação final" feita pelo Barnage e no filme/série dá pra entender o erro de volta de cabo), mas o Neo Zeong!!!, não não dá pra admitir! entrou literalmente pra se vender um kit novo; que diga-se de passagem é uma monstruosidade de grande! (sem spoilar a novel, mas no confronto final, Frontal usa um Sinanju turbinado com comandos por psyco frame, o que faz ele se mover com "reflexos sobrenaturais"); aqui ganhamos uma viagem na maionese ao som de beyond the time; música do confronto de Char e Amuro em Char´s Counter Atack (segundo o diretor a "viagem no tempo" é o psyco frame refletindo as vontades do Frontal inclusive na parte em que as armas de Unicorn e Banshee explodem, então pergunto?; se fosse assim não era só ele imaginar o seguinte: Unicorn, Banshee se explodam e acabou a luta!?; nisso se nota um diretor perdido com o que fazer numa cena e taca a coisa mais fantasiosa e imbecil da série inteira!!!).
  • Esta ultima é meio que umas reclamações "bobas"; se tem a versão original, então pra que disponibilizar pra América do Sul (Brasil incluso) a versão totalmente dublada em inglês!?, além do fato da preguiça de procurar os artistas pra poderem legendar as musicas, tiveram este cuidado em Gundam Iron Blood Orphans, deveriam ter mantido.

Conclusão

Nesta eu tentei entender todos os lados, mas tenho que concordar com quem leu a novel, a novel é bem fiel ao clima da UC, trata de assuntos duros de forma direta, seca e com muita coragem, nela não sinto um clima como vou dizer comercial, por isso se tiver a chance, leia (infelizmente hoje em dia é raro achar ela pra download pois os 11 livros; sim 11 pois lançaram mais um em Maio deste ano aproveitando o lançamento da série de TV para contar a história da terceira unidade full psyco frame Pharlax/Phoenix; foram lançados e publicados nos Estados Unidos e até venderam bem pois menos de um ano depois não se acha em lugar nenhum que venda todos os 10; em inglês; em estado de novo e quando tem usado o preço é irreal!!!)pra ela eu daria uma nota 9, vale a leitura.
Os filmes eu daria pra todos eles juntos uma nota 6,5 o pulo de animação é ainda pior na versão cinema e com o plus dos erros de animação que se nota a corrida da produção mesmo com os prazos pra lá de vencidos, a covardia em assuntos polêmicos e alguns erros não tornam isso em algo memorável mas...
A versão TV ao menos tentou melhorar de verdade o que foi feito no cinema diferente de outras adaptações se nota carinho e cuidado e não um simples copiar e colar (o que é o normal da industria), com o "plus" de se você não viu a novel, bom a maioria dos acontecimentos se tornam mais "aceitáveis", o que me leva a dar nota 8 (se não leu as novels considere esta nota, a visão de quem leu elas! e sinceramente o ponto tirado é pelas covardias, este é o motivo do oito e não um nove), é uma boa volta a UC; apesar de que a tecnologia e o final vão causar problemas para adaptar outras novels da mesma UC (como por exemplo Crossbone Vanguard), uma série que respeita bem o cenário e adaptada com carinho pra TV, este esforço não foi em vão! se ainda está indeciso sobre como apreciar Gundam Unicorn?
Eu recomendo que veja a série de TV (faça um favor a si mesmo e evite ver os filmes!)e se adorar o cenário leia as novels (se encontrar), pra se aprofundar ainda mais no cenário.

Links Uteis
Gundam Unicorn no Crunchyroll (em português e com a bizarra opção separada de ver dublado em inglês)

Trailer

O Unicórnio e o Leão
Até nas artes a novel tenta puxar uma vibe mais anos 80 da época das série da UC.

Gundam Build Fighters Try Insland Wars





Por Senryu




Este vai ser um review bem rápido pois não é de uma série inteira, a pedidos eu estou fazendo um review só Gundam Build Fighters Try Insland.
Antes dos meus prós e contras vou trazer algumas curiosidades, primeiro este OVA ia ser conteúdo extra do ultimo volume da série de Gundam Build Fighters Try pra home vídeo, mas por algum motivo (se for pra chutar diria que a Bandai/Sunrise achou que ganharia mais dinheiro assim, além de testar se o público aceita mais uma série da franquia afinal em Outubro sai mais uma linha de gunpla baseada nesta série...)é o que era pra ser um OVA chamado Try VS Fighters virou dois OVA´s pra TV (o segundo focando no pessoal da primeira temporada em teoria sai no primeiro trimestre de 2017).

Foi bom

  • A turma "de sempre" reunida, souberem aproveitar muito bem os personagens e na medida certa sabendo fazer fã service, humor e boas cenas entregues na medida correta.
  • O roteiro é como uma flecha, simples, direto e fácil de entender e não desperdiçaram um segundo sequer!
  • Sabedoria em trazer alguns favoritos dos fãs como a Shia, Gyanko e Minato.
  • Sem "spoilar", ótima sacada na situação e em quem causou pra ligar com a primeira temporada!
  • Manteve a ação vibrante da série de TV.
  • O "mistério" apesar de ter elementos meio na "cara" é bom, por causa que você meio que não acredita nos pontos ligados, mas quando tudo fica as claras é algo muito recompensador e divertido!
Foi ruim
  • Mais uma vez o diretor demonstra desconhecimento da franquia...(o uso do Quantum Burst denuncia isso!, além do Kamiki não usar a espada...poxa até o Domon em G gundam raramente usava mas no fim usava mesmo o que variava à ação, dar um raio não é inovação!); ainda continua o problema que as coisas de gundam parece com qualquer citação de outro anime (inclusive temos uma citação a Doraemon neste OVA...).
Conclusão

Olha uma segunda temporada nestes moldes,hum se tiver uns acertos poucos finos até que eu topo, o OVA é divertido, não nega que o diretor escolheu um "ritmo" pra chamar de seu e este ritmo não é ruim, mas também não é sensacional, mas ao menos desta vez ele não tenta fazer o que não sabe...é sábio em "brincar no terreno conhecido" dou a ela a nota 8,5; imperdível pra quem gostou da segunda temporada e divertido pra quem curti a franquia; mas sinceramente não nego que foi feito pra quem viu as temporadas anteriores, se é seu primeiro contato pode atrair pelas referências.

Links Uteis

Trailer


Jigen Hao Ryu!!!
Temos que vender Gunplas...
Humor,ação e fã service sabe as "coisas" de sempre...

sábado, 10 de setembro de 2016

Dicas de anime da temporada de Verão/Inverno 2016





Por Senryu


To atrasado para caramba, mas como diz o ditado antes tarde do que nunca!
Esta é uma temporada de muitas voltas e poucas coisas boas novas de destaque, a próxima tem boas possibilidades de mais portas serem abertas aos brasileiros...


A Funanimation fechou uma parceira de licenciamento que permite que determinados títulos de cada uma seja exibida pela outra, a boa notícia e que Funanimation tem pego vários dos animes que não tem vindo do Brasil ou da Bandai, o que abriria espaço para ver por stream por exemplo Cowboy Bebop e Psyco-Pass, mas nem tudo são flores; a má notícia e que se este acordo se estender à América Latina (espero Brasil incluso), só veremos consequências em Outubro com a nova temporada se isso interessar a eles da Funanimation que tem mostrado um certo desprezo pela América Latina, se interessar esta é a hora de pressionar o Cruchyroll Brasil e a Funanimation para ver se acordam e trazem atrações similares ao que tem nos USA.

Sobre a temporada atual vou separar nas três categorias de sempre (veja por sua conta e risco, dê uma chance e não perca!) todas as séries indicadas eu já assisti e deixarei uma opinião do que vi até agora e minhas considerações.

Veja por sua conta e risco!

Berserk

Esta é uma série esperada faz anos!, desde a animação dos anos 90 se esperava por alguma prrdução que fosse além do arco da era de ouro, com o filme em 2013 ficou a esperança que se concretizou nesta série, mas só que ela tem graves problemas!
Assim como o filme ela resume muito o arco da religioso (se reclamam de Games of Thrones e suas viagens rápidas então se prepare pra ver literalmente Guts percorrer 2/3 do mundo de Berserk em menos de 20 minutos!!!); também como o filme tem momentos de muito má animação (não se enganem com o clima!, nisso não se tem reclamação eles captaram perfeitamente o clima e visual do mangá, aparte problemática fica na incompetência na animação; não se engane com o trailer e nem com a abertura, onde parecem terem gasto todo o orçamento, a "média" de animação fica entre o ruim e o patético); no fim das contas ela só é recomendável se você gostar MUITO de Berserk, se não espere a chance de alguém fazer melhor!; pois é vergonhoso em pleno ano de 2016, uma animação ser muito inferior há uma produção de 1997!!!

Se quiserem entender melhor bom...se entenderem inglês vejam este vídeo do Super Eyepatch Wolf, sinceramente esta animação me doí como fã e pior..., ainda vai ter mais um arco animado neste estúdio e em seguida!!!
Caso se interessem passa no Crunchyroll


Active Raid 2nd Second

Esta série a primeira temporada andou de altos e baixos, primeiro teve o problema dos PVs vendendo como a primeira temporada como uma série de mecha quando na verdade é uma homenagem a cybercops e séries policiais, com alguns toques de humor é uma trama central tratando da dependência dos computadores nos serviços públicos, sinceramente elea teve na primeira temporada um começo péssimo e foi melhorando até o fim das temporada nesta temporada estão investindo mais no humor e numa trama sobre imigração, mas sinceramente até aqui a série tem sido de episódios soltos e esquecíveis ( o 2, 7 e 8 que são muito bons)talvez sigam o exemplo da primeira temporada e melhore, mas até aqui ela é pouco recomendável, eu contínuo vendo na esperança da equipe repetir o "milagre" da primeira temporada é as coisas melhorem!; ou me contentar com mais momentos hilários da Unidade 8...
A série está  no ar no Crunchyroll


Taboo Tatoo

Sinceramente eu esperava mais da equipe envolvida e do que foram os três primeiros episódios, nisso eles souberem bem o momento de serem engraçados, os momentos de fazerem fã service na hora certa, o momento de ser sério, mas depois disso a série parece que virou outra coisa, fã service gratuito a rodo (se gosta de Yuri; como vou traduzir fã service de mulher sensualizando com mulher), meu deus esta série tá recheada disso!, começa leve e do nada fica com violência do nível gore (do nível de gente sendo despedaçada) e tudo de modo gratuito e sem contar que a série tem dois problemas sérios, o protagonista banana que se recusa a ver realidade mesmo com ela o "espancando" e o mal do vilão overpower e com motivação de um pires (as vezes e até fácil fazer um vilão se tem um bom herói mas o problema e que de tempos em tempos mal roteiristas recorrem a truques "baratos" quando não conseguem fazer um bom vilão, na minha "época" e olha que tenho 36 anos o truque era o vilão queria dominar o mundo!, depois vieram os que queriam "chantagear"/tinha o mundo nas mãos, agora é o vilão que quer refazer o mundo, normalmente este ultimo dá certo e as vezes tem simpatia, mas aqui não dá pra ter simpatia por uma mulher que quer isso por puro capricho) que a cada dia se perde a esperança, e que eu acho que não será derrotado de modo convincente...
A cada capítulo minhas esperanças se reduzem, não nego que teve um ótimo começo, mas com o compasso atual, acaba tornando difícil de recomenda-la, como a seção diz e por sua conta e risco!
No momento no ar no Crunchyroll.


Dê uma chance

Amaama to Inazuma/Sweetnes and Lightning

Um slice of life sobre comida e o dia a dia de um pai solteiro, bom normalmente recomendaria passar longe, mas os episódios são feitos de tal jeito que te prendem na frente da tv, não tem como ficar comovido com coisas como esta.

Assista, relaxe se divirta e ria um pouco!, se quer uma opção leve, fofa e relaxante; então pegou a série certa pra ver!!!
Passa no Crunchyroll


Fate/Kaleid Liner Prisma Ilya 3rei

Muita gente considera o ápice do mangá, eu pessoalmente gosto do começo e as histórias soltas que veem após este arco, de resto e mais com o selo de maluquices da Ilya e Type Moon, piadas com objetos mágicos, piadinhas sexuais, humor doido e muita ação!
Está nos momentos finais e deve ser a mais longas delas passando dos 12 episódios; em exibição no Crunchyroll (agora com todas as temporadas disponíveis por lá!).


Shokugeki no Souma/ Food Wars

Esta é uma das grandes surpresas do ano passado, muitas lições foram aprendidas (acreditem o fan service diminuiu e eme muito nesta temporada!)e só sendo fiel ao mangá, acaba dando um banho em muitas séries shonens que estão no ar, o autor sabe desenvolver e acreditem se quiser com comida, uma jornada de treino, aperfeiçoamento e melhora, os duelos são agora muito mais empolgantes e sem protagonismo!, se quer ver algo diferente é um excelente dica, se quer umas dicas sobre histórias shonens; eu lhe recomendo e em muito!; o próximo arco se for fiel é uma verdadeira lição de como fazer uma história de mestre e pupilo!(e também pra mim o melhor momento do mangá!).
No ar no Crunchyroll.


The Heroic Legend of Arslan (2ª temporada)

O lado bom..., mas estórias de Arslan o lado ruim, ficou uma bagunça pois dedicaram esta "micro" série para uma parte que pularam que foi a batalha contra os piratas dada pelo pai de Arslan (historicamente depois de conter a invasão por vizinhos; Arslan cuida dos piratas no litoral e arrebata os comerciantes para  o seu lado, com grana e soldados toma Hecbatana que estava quase abandonada e depois finalmente chega na batalha do forte São Manuel que historicamente e na novel tem um fim diferente...; que aposto que vão empurrar pra próxima temporada é a batalha de Hecbatana...).
Não é uma grande temporada sinceramente se viu temporada anterior, não se tem a necessidade de se ver esta temporada mas se tem fome de mais ação então estes oito episódios devem lhe satisfazer!


Nannatsu Taizai/Seven Deadly Sins Signs of Holy War

A banda "podre" são só quatro episódios e todos eles são um filer preparatório pro próximo arco, a banda "boa" mais ação e maluquices dos pecados...
Vai sair em breve no Netflix, mas pros mais apresados alguns fã subs estão o legendado e se acha no animetubeBR.


Não Perca!

91 Days

Se bem executado histórias de mafia e vingança sempre dão bem certo é bem o caso desta série, os capítulos tem tido boas surpresas e sem um andar "linear", pra quem gosta de filme de mafia e eme especial na época da lei seca é ótima pedida!
Passando no Crunchyroll.


Orange

E se você tivesse a chance de mandar uma carta pra você mesmo só que dez anos no passado, com isso dando uma chance de corrigir seus erros e arrependimentos da juventude? Esta é premissa de Orange.
Para quem quiser assistir um drama é uma ótima opção no momento passando no Crunchyroll.


Alderamin on the Sky

Uma ótima série militar, como a muito não se via, sabe expor e colocar boas estratégias militares, num ambiente de choque de fronteiras, em alguns momentos o protagonista me lembra o Yang Yen Li de Legend of Galatic Heroes, até aqui a série vem mantendo o ótimo ritmo e tem uma das melhores aberturas da temporada; disponível no Crunchyroll.


Mob Psyco 100

Série sobre paranormais, até aí nada demais, só que ele é de autoria do ONE (autor de One Punch Man), se One Punch era uma sátira dos super heróis, aqui é uma grande zoação com as séries sobre o paranormal e outras coisas do gênero, não se engane com as pancadarias da saga das garras o principal objetivo é humor ao invés da ação vá com isso em mente e pode se divertir pra caramba!
No ar no Crunchyroll.


Tales of Zestiria The X

Série do unfotable baseada no RPG da Namco Tales of Zesteria, o jogo em si até que tem uma boa história baseada na lenda do rei Arthur, mas enfrentou vários problemas no lançamento por literalmente jogar uma personagem por DLC; em parte a série de TV tenta resolver o problema deixando a Rose entrar na trama menos de paraquedas, diferente das outras animações esta teve um prologo do próximo jogo da Namco, Tales of Beseria que se passa no mesmo mundo que Zerestria, se nota um bom cuidado da produtora e do Unfotable produzindo conteúdo do site em português do Brasil e oferecendo sorteios para quem assiste no site oficial que é o Daisuki.
O lado ruim e que não exibem em simulcast o que dá vantagem de uma semana aos meios "piratas", a intenção é boa, mas se querem ganhar espaço no país, devem "cercar" de todos os lados os piratas e lançarem em simulcast os episódios; aí sim com tudo isso mais simulcast vai ganhar "audiência" fiel.


A quem interessar a lista completa no Random Curiosity em inglês.

domingo, 4 de setembro de 2016

Games de Julho/Agosto/Setembro de 2016

Eu sei que é meio repetitivo, mas como trabalho e com as dificuldades dos últimos meses no serviço; acabam no fim não dando a menor facilidade
Bom vou começar pagar nos próximos dias um pouco deste debito de coisas novas postadas aqui (tenho feito mais posts rápidos no Facebook quen qualquer outra coisa preciso melhorar o foco...).
Bom deixo aqui os previews dos próximos games de Julho/Agosto e Setembro).
Espero dentro deste mês ao menos deixar o preview da temporada atual e um ou dois review de animes!

Julho

Agosto

Setembro

terça-feira, 21 de junho de 2016

terça-feira, 17 de maio de 2016

Animes da temporada de Outono/Primavera 2016








Por Senryu

Bem atrasado, venho colocar as minhas indicações da temporada de Outono de animes deste ano (que vai ter uma raridade; o primeiro ano desde do período de 1992 a 1994; em que a Bandai/Sunrise faz séries seguidas no caso foi G gundam, Gundam Wing e Gundam X, neste ano isso volta acontecer com Gundam com Iron Blood Orphans seguido por Gundam Unicorn Re 0096 e em Stembro ainda tem Gundam Iron Blood Orphans Second Seasson).

E mais uma vez venho colocar este preview "tarde", mas isso vai ter seu lado bom, pois vai ter indicações mais diretas e menos "achismo", tudo opinado aqui eu assisti e com isso darei um mini review, indicando por que foram indicadas, com isso poderá ver o que cai no seu gosto! (aliás peço que os que acompanham o facebook da página, se puderem dar opinião se preferem este preview da temporada neste estilo com isso aceitando um pequeno atraso de três a seis semanas, para eu poder ver as séries e com isso dando um mini review, ou seria melhor o estilo antigo, o que beneficiária vocês leitores?; seria algo que gostaria de saber!

Veja por sua conta é risco

Macross Delta

Olha a franquia macross sempre merece um pouco de atenção, mas esta série será um divisor de águas tão grande quanto Macross plus ou o Seven, é difícil ter um meio termo!, será igualmente ame ou odeie (eu estou no segundo caso); o modo como ela é conduzida é como o estilo de Kamen Raider Decade, tem vários elementos e easters eggs espalhados para te lembrar das várias séries da franquia, temos de tudo aqui!; só exemplificando temos o triangulo de um casal piloto mais cantora pop (se seguir o Macross original tenho uma ligeira pena da Freya, apesar de achar uma péssima personagem), citações ao Bomber Seven, Sherry Nome e Ranka Lee, a volta ao posto de antagonismo da raça dos Wandermire, entre outras coisas...

Sinceramente o primeiro episódio é um choque e tanto (e não é positivo!), é totalmente mal editado a versão TV (logo avisando a versão completa dele é missão 1.07 procure nos torrents, mas só um fansub do Brasil fez. = é raro de achar agora...), sem contar de ter a bizarrice de cantoras no meio do campo de batalha e ainda se levantando do meio de detritos, não acho que trazer um dos autores da série original tenha sido uma boa ideia; pois Kawamori tem feitos alguns desastres ultimamente e este tem grande chance de ser mais um!; pois pessoalmente eu não gostei desta mistura de Kamen Raider Decade, Spice Girls com o plus do AKB 48!, pessoalmente pra mim, me mantenho vendo pelas batalhas áreas (isso o satelight continua acertando bem) e pelos Easters Eggs, se recomendaria pra alguém, bom só se for muito fã da franquia Macross; caso contrario?, bom você gosta de AKB 48?; então é prato feito; se não se encaixa nas anteriores passe BEM longe...


Gyakuten Saiban/Ace Attorney

O engraçado e que nem os produtores sabem como lançar aqui!, por estas bandas ocidentais; OK se entende seguir os nomes originais no Japão e para agradar "fãs chitas", mas a serie teria mais reconhecimento mais rápido se usa-se o nome que a franquia tem por aqui que é Ace Attorney lançada no 3DS, tão famosa no US que conseguiu colocar no Ultimate Marvel Vs Capcom 3 (por votação popular) o seu protagonista: Phoenix Wright/ Naruhodo; eu pessoalmente acho que a série tá sendo um pouco prejudicada por causa de se manter fiel aos fãs...

Porque?, devem estar se questionando, bem estão usando o traço do artista dos últimos jogos da série, muitos gostam dele, outros (como eu e muitos amigos meus fãs da franquia), gostam do artista original, segundo os nomes dos personagens foram modificados no ocidente; OK na série usar os nomes originais, mas nas traduções oficiais para stream usar os japoneses causa bastante estranheza, e junte também o fato do anime estar sendo um "copy e paste" dos casos do primeiro jogo (e de lá só tem de bom dramaticamente falando o caso das duas irmãs e do arco atual do promotor Mitsurugi), sinceramente deveriam ter abreviado isso e ido logo pros casos dos outros jogos que são bem mais interessantes; se for fã da série pode divertir, se não for tem um drama bem mediano de tribunal.


Sailor Moon Crystal 3rd Seasson

A primeira temporada tentou ser fiel ao texto da Naoko Takeushi, mas desapontou muito os fãs com coisas como: péssima animação, mudanças indesejadas (tentando não tanto demonizar os cavaleiros de Edimium/Taxedo Mask e também o príncipe da Black Moon), além de algumas más atuações do elenco; bom pro pessoal quem fala não adianta nada reclamar, aqui em parte esta a prova viva que adianta sim!, pois fizeram uma pausa pra acertar as coisas e com isso: as atuações melhoraram (e com o extra pra tranquilizar os fãs que as dubladoras das sailors Marte e Júpiter são supervisoras de voz da série), o traço melhorou bastante e não tem flutuações como antes tinha, o texto tá mais ou menos fiel (tirando algumas covardias, como evitar ao máximo gestos de afeição de Haruka e Michiro para evitar polêmica gay e a remoção muito cedo do primeiro encerramento pra encurtar a discussão!).

A série sofre um pouco por ser fiel ao texto novelão antigo da Naoko, este foi o melhor arco dela no mangá o resto daqui em diante é meio que perca de criatividade e ida ao cancelamento, não sei se sinceramente a TOEI vai ter coragem de animar 100% do resto do mangá depois deste arco, mas ao menos eles ouviram os fãs em diversos pontos e fizeram as correções necessárias e indo além dando mais valor ao conjunto do lançamento em Bluray da série (pra realmente justificar o preço alto, até mesmo pros americanos em que série saem normalmente há 49,99, Crystal tá saindo por 79,99, mas tem um bom conjunto pros fãs em anexo ao pacote), vamos ver como os fãs reagem as melhoras e se ela mantém o bom ritmo; pra mim veja se é fã das sailors e quer matar saudade e também se quer um bom drama "antigo", mas se não se encaixa nas anteriores, evite...


Vale a pena a curiosidade
Terraformars Revege
http://www.terraformars.tv/

A primeira temporada foi legal em animação e historia, mas pra mim, muito se deve ao Davidson Estúdio e a grana da Warner que permitiu fazer duas versões simultâneas de animação (uma censurada, que levou a classificação adulta no US e outra com censura pra TV e mercados onde não aceitou a versão sem censura), a pressa da editora junto com a decisão da mudança de estúdio, já dava na cara que não iam manter o padrão de agradar a gregos e troianos, mas eu mesmo não esperava uma queda tão grande de qualidade!; a série se mantém interessante pelos personagens e principalmente pelo esforço dos dubladores!, mas perdeu absurdamente em animação; sério está como se você trocasse um Fórmula-1 por um Kart; e também muito em narrativa, ficou tão genérico que estão abusando de onomatopeias é balões!; se for fã ou se for ver o esforço do elenco, pode acabar te seduzindo(como teve efeito em mim, me mantenho pelo esforço dos dubladores), mas fique avisado que a violência gore já era!


Gundam Unicorn UC Re 0096

Devo começar destacando respeito para a Sunrise/Bandai por nós brasileiros, a série sendo transmitida online em simulcast com o japão tendo duas opções de se assistir (Daisuki ou Cruchyroll, tendo desta vez em ambos transmissão simultânea com legendas em português do Brasil!), isso sim é respeito ao consumidor; fazendo assim gente como eu (e outros fãs) só tem a dizer, veja pelos canais oficiais é a melhor maneira de se ver rápido e com tradução precisa (só falta negociarem melhor com os cantores pois tanto a versão internacional quanto a americana não tem legendas no encerramento e na ótima abertura da Aimer).

Sobre a série é uma compilação dos sete OVA´s, só que em formato de série, com a qualidade aprimorada e com algumas pouquíssimas cenas extras, sinceramente sobre o OVA se comparar com o light novel é uma produção covarde por fugir de muitos assuntos sérios tratados (como só listando: aborto, abuso infantil, tortura, desespero que leva a ser uma massa de raiva, entre outros) e também por romantizar a relação entre Barnage Links e Audrey Burne/Minerva Zabi (justamente por não romantizar e por ele fugir do padrão pacifista dos outros pilotos da franquia é o que o fazia bem diferente dos outros pilotos da franquia); quem leu a novel tem todos os direitos de criticar o produto final, quem não viu, bom vai ver um "tratamento Hollywoodiano" feito por japas; traduzindo "mudaram" a novel, removendo tudo que pudesse ser polemico, é o que não podia ser removido ser tratado de modo superficial adiciona colocar um romance para os protagonistas e muita ação; sendo um advogado do diabo quem leu a light novel, eu até entendo perfeitamente os motivos de estarem fulos, assim como entendo quem só viu o OVA, entendo os motivos de terem gostado; eu mesmo gostei de terem "romanceado" a relação de Barnage e Minerva, mas sinceramente não gostei de uma série de coisas em especial a "luta final", no fim é uma boa série, mas nada de imperdível, mas tem algumas exigências se quiser aproveitar bem, tem que conhecer ao menos um pouco das séries da era U.C tem várias referências pipocando direto (ao menos se viu o filme do Char´s counter attack tá numa boa posição), um conselho útil veja a série primeiro (ou os OVA´s) e depois leia a novel que já tem traduzida toda para o inglês, o formato série fez bem ao material, pois é bem menos cansativo que ver em filme e ainda vai sair mais velocidade do que foram lançados os OVA´s que foi em 4 anos; agora serão só 6 meses!;


Sousei no Onmyouji/ Twin Stars Exorcist


Acho que é uma das boas surpresas da temporada, depois de um bom tempo sem lançar animações próprias (muito tempo só fazendo segunda unidade pra Bandai/Toei entre outros), eles lançam uma animação própria e nas mãos de um diretor novato, mas com o objetivo de mudar a imagem que os fãs fazem do estúdio (o Pierot dos últimos 10 anos!, os fãs esperam: animação ruim, seguido fielmente por uma cartilha trasbordando de clichês e péssimas atuações).

Mas esta série surpreende por uma animação majestosa (usar aquarela nas animações e nomes de golpes além de um efeito visual belo e forte), ótimas atuações do elenco, além de adaptar bem o material original com o plus de saber melhor que o mangá os clichês do gênero (isto é o bom e velho shonen de aventura, com o casal destinado a se casar, mas eles estão sabendo bem usar a independência da Benio é também o estilo "revoltado" com seu destino do Rokuro, para não ser mais um personagens que mudam do dia pra noite pra aceitar um ao outro, nisso são personagens bem realistas; num tom em que o dia a dia é a convivência vai modificando e adaptando conceitos um do outro e com isso aos pouco um aceitar mais o outro, isto está sendo feito de modo muito competente tanto pelos roteiristas como pela direção, eu colocaria na categoria do deve ver se não fosse duas coisas; um é o estúdio Pierot, não sabemos se vai conseguir manter o estilo até o final (além de termos vários históricos de animes que foram feitos pra mudar uma imagem e acabaram com a grana da produção e o capricho é abandonado no final)?; o outro séria que se forem fieis ao mangá, a Benio vai ser figura meio apagada lá pro fim deste primeiro arco (por causa do vilão principal, vamos dizer que meio se inverte as situações e figuras de uma maneira bem ruim e "tradicional").


Concrete Revoltio The Last Song


Alguns se perguntam o porque do nome da temporada ser este?, bom é mais ou menos a síntese do que a série é, uma grande homenagem a todos os gêneros de heroísmos passando dos mais antigos aos mais novos; é uma grande mistura de gêneros que pode não agradar a todos, mas quem ama HQ´s, mangás, Tokusatus, metal heroes e até mesmo filmes de kaiju é um prato farto de se assistir!

A direção agora viaja menos entre passado e futuro é com isso a trama segue mais numa direção só (e não nas várias vertentes da temporada passada), o que acho que foi uma boa melhora, sinceramente esta é uma série indicada à dois grupos quem viu a "maluquice" da temporada passada e gostou da narrativa e dos personagens e nerds fãs de anime, Tokusatsu e HQ´s.


Kuromukuro


Este é um anime feito com muito capricho por um estúdio que está em crescimento e bem ambicioso que é o PA Works (Charlote, Angel Beats entre outros), este estúdio tem altos e baixos, mas é bem talentoso e revelou gente como o Jun Maeda ao "Mainstream" dos animes.

Neste anime se nota a dedicação deles em celebrar este aniversário de 15 anos (além da mudança pra uma sede maior), também se nota a ambição no trabalho, a trama tem um bom mistério, um bom elenco e boas cenas de ação, mas pra algo shonen os sete primeiros episódio foram bem irregulares, vamos resumir, os três primeiros são rápidos, mal dando tempo de respirar, mas do 4 ao 6 foram um slice of life dentro de uma pausa para contar detalhes da trama e no sete voltou à ação, isso é truque normal de diretor e roteirista pra quando a grana da produção é curta, muito comum diga-se de passagem, se for uma série de 12 a 13 episódios pode até dar certo mas se for 24 vai me dar o medo de criar capítulos que não tem a necessidade de estar lá!, e é pior justamente por não saber a previsão de episódios, que o medo se torna maior!, por isso está nesta categoria!


Kiznaiver


Nesta "trilogia" dos sentimentos do Trigger, depois de Killa la Kill (com o sobre se sentir nu de várias maneiras), após com Ninja Slayer (com a vingança em várias direções) e agora Kiznaiver falando do entendimento mútuo (é os vários caminhos que o levam até isso).

Em primeiro fica o choque do visual doido e de também fugir do estilo shonen e acabar indo num estilo mais novelizado (mas ainda sendo dum jeito bem trigger de ser ou seja com várias maluquices e surrealidades no meio!), se aguentar isso tem até um bom drama, com umas boas doses de humor pra quebrar a parede; apesar de ser diferente de tudo o que o Trigger fez hoje, a narrativa casou bem com o estilo "louco" deles; se está afim de um drama ou mesmo algo de humor esta pode ser uma boa pedida, mas confesso que esta série pode não ser indicada pra qualquer um...


Vale muito a pena!
JoJo Bizarre Adventure: Diamond Is Unbreakable
http://jojo-animation.com/

Adaptação do 4º arco de JoJo (tido por muitos como o melhor arco, pra mim prefiro Stone Ocean e JoJolion), este arco apesar de ainda manter as censuras na versão TV tem se destaco por ser muito fiel as origens, tanto nas cenas quanto no uso de cores que tem uma palheta bem anos 90, acho que o estilo casou bem com a série.

De resto, o de sempre em constante evolução de JoJo o mistério, os stands muito bem pensados!, personagens estilosos com poses estilosas!, muita boa ação e tensão!; se não viu as série s anteriores acho que vale ver esta sozinha (apesar de se for ver stardust cruzaders ganha uns conhecimentos de blackground de alguns personagens, mas nada que a série não situe no durante, mas dou a dica que o cruchyroll tem todas as séries da franquia lá,; é com isso você pode ver a evolução da franquia em si!; mas já aviso que é uma maratona de uns 76 episódios!, mais de 40 episódios só do Stardust Cruzaders!).


Boku no Hero Academia/My Hero Academia


Bom é a grande nova sensação da Shonen Shump que está ganhando animação na TV, pra isso escolheram bem o estúdio (Bones) e principalmente o diretor (ninguém é melhor de falar de algo apaixonante que Nagasaki Kenji) e vem num momento que o mangá começa a se espalhar internacionalmente (inclusive em teoria chega este ano no Brasil pela JBC).

O inicio desta série tem sido sensacional quem ama HQ´s vai adorar logo de cara o Midoria "Deku", um fã de heróis num mundo com a maioria da população tem poderes, ele sendo um garoto sem poder algum, até que o destino colocar All Mighty seu ídolo em seu caminho, infelizmente já aviso que a série deve terminar em treze episódios (muito se deve a pouca frente que o mangá tem e por poderem pegar o 2º melhor arco já feito, dos 4 que já tiveram no mangá, o melhor, se me perguntarem é o atual arco em edição), se mantiver o ritmo vai pegar o "fino" é as melhores partes do mangá e com isso crescer a popularidade, só espero que no futuro se continuarem possam manter o mesmo staff e até ter liberdade de melhorarem o arco do festival escolar (que pra mim isso mais o tratamento a Uraraka/Miss Gravity Zero, são os pontos baixos do mangá), é pra mim algo com muito futuro e com o staff que tem, pode realizar o potencial de ser algo bem mais que um anime genérico promovendo o mangá! e se tornar algo memorável.


RE: Zero Kara Hajimeru Isekai Seikatsu/Re: Life in a Different World from Zero


Do mesmo estúdio de Steins Gate e também baseado numa light novel, "Re; zero" (encurtando o nome pra fins de agilidade de texto, pois o nome é bem extenso!!!) é uma série que te ganha a medida que assiste e conhece o mundo é os personagens, com a premissa de volta no tempo após cada morte do protagonista (até de certo modo se acostuma com as "repetições da origem do fato", isso o estúdio até tem um know how de não tornar chato por causa de Steins Gate),ele se sustenta por ter uma premissa ótima, entorno de um bom mistério e ainda tem sido bem inteligentes nos "rewinds" no tempo.

A trama prende bem pelo mistério (afinal quem deu o poder a este garoto e com que finalidade, Emilia"-tan" é uma das pretendentes ao trono, mas nem "todo" mundo está feliz com isso é o que marca os "saves points" do protagonista a cada morte?), além também dos personagens, apesar de poucos, são muito bem definidos e marcantes, junte também a bela animação dos episódios (no 6 ver o protagonista trucidado ao por do sol e sua executora contando os motivos deu um belo contraste a cena!); se gostou de Steins Gate é algo na mesma "pegada" e pode gostar bastante, se gosta de  um mistério, até aqui está muito bem executado.


Joker Game

É uma trama de ação e espionagem passada nos anos 30, um pouco antes da segunda guerra mundial estourar no oriente; num resumo tentando não dar spoilers é uma trama que te prende a cada capítulo, com o passar do tempo você quer ver o que eles fazem, como executam seu trabalho, como se viram nos problemas e situações adversas e com isso te faz ficar mais curioso e interessado em cada capítulo, acho que desde de Psyco-Pass não vejo uma trama tão bem escrita, bem amarrada e interessante tendo cada capítulo sendo relevante!


Koutetsu no Kanberi/Kanberi of Iron Fortress
http://kabaneri.com/

Muita gente compara com ataque dos titãs e se olhar por um lado sim se parecem por coisas como; mundo pós apocalíptico, humanidade se murando novamente em busca de proteção, violência alta, além também de ter parte do staff que fez a série de animação de ataque dos tiãs; mas para mim, acho que as comparações param por aí, o wit (estúdio responsável) melhorou muito desde o seu primeiro trabalho (as duas partes de Owari no Seraphin) e souberam aprender com seus erros, a animação melhorou muito, o desenvolvimento dos personagens melhorou absurdamente e a Mumei é uma protagonista rara para os dias de hoje, uma mulher forte, decidida é com um personalidade realistica humana (mesmo tendo muitas coisas a se elogiar tem também suas falhas como: ela tentando se mostrar útil desesperadamente no episódio 6).

Esta série tem muito potencial em ação e personagens, vale muito ver esta mistura de Ataque dos Titãs, com Resident Evil (aliás ousaria dizer muito mais competente que o original quanto a mostrar pessoas resistentes a praga...)com universo Steam Punk.


Quem quiser ver a lista completa dos animes da temporada vai no Random Curiosity (em inglês), quem desejar assistir algum destes pode ver a maioria por meios oficiais que são Cruchyroll, Daisuki e Netflix; só no caso de Kuromukuro, ele estreia lá depois de toda a temporada exibida no Japão, segundo fontes minhas; o que não tiver neles já que o animetube caiu, deixo a recomendação do AnimaKai, como solução para os animes não lançados aqui no Brasil de forma oficial por stream.
Esta é uma temporada com boas surpresas (como Joker Game, Kanberi of Iron Fortress, Twin Star Exorcist e RE zero), se eu for definir esta temporada, seria como a das surpresas agradáveis, esta de longe está sendo uma das melhores nos últimos anos!; veja analise e se puder dê uma opinião lá no face da página sobre como prefere estas dicas!

domingo, 8 de maio de 2016

Games do mês de Maio de 2016



Bom estou meio atrasado com previews de animes da temporada e reviews mas tive uma série de problemas pessoais pra resolver e espero "normalizar isso"...
Mas ao menos estou colocando algumas coisas na página do face do blog, novidades mais urgentes, ou "dicas" estão há disposição lá
https://www.facebook.com/makaiknights/